Na manhã de sábado, 24 de Julho, em Esmoriz, junto ao Monumento ao Tanoeiro, na Avenida 29 de Março, a Comissão Coordenadora de Ovar da CDU apresentou o seu cabeça de lista à Junta de Freguesia de Esmoriz (JFE), no quadro da preparação das próximas Eleições Autárquicas, que ocorrerão a 26 de Setembro de 2021.
José Carlos Reis, operário metalúrgico, membro da Comissão Concelhia de Ovar do PCP, dirigente da União de Sindicatos de Aveiro, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras e Energia e Actividades do Ambiente, e locutor de Rádio A Voz de Esmoriz, é o primeiro candidato da CDU à JFE.
Na sua intervenção, José Carlos Reis, saudou todos os presentes, o povo e os trabalhadores de Esmoriz, fazendo especial referência aos candidatos que incorporam a lista da CDU à freguesia de Esmoriz. Não perdendo a oportunidade, José Carlos Reis apresentou algumas linhas distintivas da candidatura CDU, recordando o perfil daqueles que assumiram o desafio de se candidatar pela coligação. Este elenco aplicará toda a sua energia no cumprimento de todas as competências atribuídas a este órgão autárquico e pautará o seu rumo pela defesa dos direitos e aumento dos salários dos trabalhadores das autarquias e combaterá a precariedade laboral destes trabalhadores. José Carlos Reis, recordou a forma singular como as autarquias CDU têm tratado esta matéria, dando o exemplo, da aplicação do suplemento de insalubridade e penosidade, que as autarquias CDU estão todas já a aplicar, enquanto as autarquias do PS, do PSD e do CDS o negam.
No seu turno, Carlos Ramos, professor, membro da Direcção Regional de Aveiro e da Comissão Concelhia de Ovar do PCP mas, também cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Ovar, expôs a importância de um Poder Local forte, que depende da criação de Regiões Administrativas, de Municípios mais autónomos técnica e financeiramente e de Freguesias robustas e capazes de responder a todas as solicitações da população. Para a CDU a maior descentralização e democratização das estruturas do Estado e da vida política, são preponderantes para melhor servir os interesses das populações e garantir o seu direito de participação, caminho essencial para a plena vivência democrática, já que a democracia está longe de se completar com actos eleitorais de quatro em quatro anos. Carlos Ramos afirmou, «que a democracia vive-se diariamente, com a participação e a intervenção de todos e se há espaço para a participação de todos, esse espaço encontra-se na Assembleia de Freguesia mais próxima.»
Já a mandatária CDU em Ovar, Aurora Gaia, militante comunista, caracterizadora aposentada, na delegação do Porto da RTP, escritora e actriz de teatro e cinema, e formadora na Federação Portuguesa de Teatro, através do seu manifesto poético frisou alguns dos atributos da candidatura: luta, consciência e confiança.
«TEMOS DE LUTAR
Aprendemos que temos de lutar
E lutar é ter a consciência de que
Somos nós que fazemos o País
O País que queremos para os nossos vindouros
Temos e devemos de ter Confiança na CDU
Que nos representa em Confiança
Votar CDU é votar em Confiança»

Autora: Aurora Gaia

Símbolo de futuro e confiança, Juliana Silva, educadora de infância, membro da Comissão Concelhia de Ovar do PCP articulou as intervenções do dia, concluindo a iniciativa com a seguinte referência: «a CDU assume a condição de grande força transformadora e de esquerda no poder local, necessária e indispensável na vida política nacional.»