A Unidade de Controlo Costeiro (UCC), através do Subdestacamento de Controlo Costeiro da Figueira da Foz, no passado dia 5 de janeiro, apreendeu 71,8 quilos de berbigão (Cerastoderma edule), no estuário do Rio Mondego, na Figueira da Foz.

No âmbito de uma ação de fiscalização com o intuito de controlar o cumprimento das regras da apanha de bivalves em zona interdita, os militares da Guarda detetaram diversas pessoas a exercer a apanha desta espécie no estuário do Rio Mondego.

No decorrer da ação foram identificadas cinco pessoas, três homens e duas mulheres, com idades compreendidas entre os 46 e os 68 anos, tendo sido elaborados cinco autos de contraordenação, cujas coimas podem ascender aos 50 000 euros.

A GNR relembra que a captura, depósito e expedição deste tipo de bivalves, sem que sejam sujeitos a depuração ou ao controlo higiossanitário, pode colocar em causa a saúde pública, caso sejam introduzidas no consumo, devido à possível contaminação com toxinas, sendo o documento comprovativo da origem fundamental para a prevenção da introdução de forma irregular no consumo.